Primeira-dama do Estado e secretário conhecem projeto da Prefeitura com o CDP

Publicada em 12/07/2018 às 18:05

O Centro de Detenção Provisória de Jundiaí “Marcos Antônio Alves Bezerra” recebeu nesta quinta-feira (12) a visita da primeira-dama do Estado de São Paulo, Lúcia França, e do secretário Estadual da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes. Além de percorrer as dependências do local, eles conversaram com alguns detentos e puderam conhecer mais sobre o projeto “Vozes da Consciência”, realizado em parceria entre o CDP e a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS).

O projeto concorre ao “Prêmio Innovare – Premiando boas práticas”, do instituto de mesmo nome, na categoria Justiça e Cidadania, e teve seu nome e identidade visual sugeridos e escolhidos pelos próprios detentos. Lançado de modo experimental em novembro do ano passado, como parte da programação dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, o projeto tornou-se permanente neste ano, com frequência quinzenal, e já atendeu mais de 215 detentos cujas penas estão relacionadas a casos de violência domiciliar.

Lúcia França, que é professora, compartilhou suas experiências em sala de aula e como primeira-dama de São Vicente no enfrentamento à violência naquele Município. “Assim como em todos os problemas da vida, é necessário ir ao foco, enfrentar tudo de peito aberto. Coloco a minha voz à disposição desta causa e ofereço também parcerias com o Fundo Social do Estado, tudo isso para que o sistema prisional no Estado possa cumprir com o compromisso de reinserção social.”

Lourival Gomes agradeceu a visita de Lúcia, através da quem estendeu os cumprimentos ao governador Márcio França. “A vinda da primeira-dama a esta unidade prisional simboliza não somente o interesse por estes projetos que aqui ela conheceu, mas demonstra o prestígio e estímulo que ela dá aos presos e funcionários da SAP das mais de 160 penitenciárias estaduais, em 95 municípios do Estado.”

Para a gestora da UGADS, Nádia Taffarello Soares, o Vozes da Consciência está inserido na política de assistência social, no âmbito da Proteção Social Especial. “Nossa estratégia de tratar com o autor da violência deu certo. Graças à boa receptividade, pudemos estruturar o projeto com três encontros, que tratam da desconstrução de crenças equivocadas, dinâmicas de relacionamento de casais e comunicação não violenta. O sucesso foi tamanho que detentos que já participaram dos três encontros pediam para repeti-los”.

O diretor do CDP, Alexandre Apolinário de Oliveira, comemorou os números após um semestre de atividades. “A melhor semente que pudemos plantar foi a reinserção dos detentos em seus seios familiares. Nesta especificidade penal, esta unidade trabalhava com cerca de 40% de reincidência dos detentos após a libertação. Atualmente conseguimos chegar a zero”.

Na ocisão, as autoridades dialogaram com alguns dos detentos, que apresentaram a sua versão da música “Dias Melhores” a uma plateia emocionada. Puderam conhecer também o espaço onde é realizado o “Formiguinha”, projeto de acolhimento dos filhos e netos dos detentos durante os dias de visita, em parceria do CDP com a Capelania Cristã, composta pela Diocese de Jundiaí e igrejas evangélicas, que também concorre pelo Prêmio Innovare.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2018/07/12/primeira-dama-do-estado-e-secretario-conhecem-projeto-da-prefeitura-com-o-cdp/
Leia mais sobre , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br