Sistema OCR é referência para cidades do Estado

Publicada em 03/07/2018 às 18:41

O titular da Unidade de Gestão de Segurança Municipal, Paulo Sérgio de Lemos Giacomelli Stel (Jacó), e o comandante da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ), Benedito Marcos Moreno, receberam um grupo de agentes de segurança da Guarda Civil Municipal de Arujá (interior do Estado de São Paulo), que vieram conferir de perto o trabalho na Central de Monitoramento Eletrônico de Câmeras – Olho Vivo e no Centro de Operações Táticas (COT), setores que, junto com a Inteligência, fazem parte do Centro de Controle Operacional (CCO).

A “cerca virtual” que controla e identifica a entrada de veículos pelos principais acessos a Jundiaí caracteriza o sistema OCR (reconhecimento ótico dos caracteres de placas), instalado na GMJ desde 2012. Por sua abrangência e resultados alcançados durante o período, o setor recebe com frequência a visita de profissionais de todas as partes do país. “Graças à sua alta tecnologia e as muitas possibilidades em recursos, o sistema faz a leitura em tempo real das placas dos veículos em atitude suspeita no município, auxiliando, desta forma, na solução de muitos casos de furtos  em Jundiaí e região”, explicou o gestor.

Titular da Corporação de Arujá, o comandante Silva, acompanhado do subcomandante Uelton e dos GMs 1ª Classe Cristiano e Almeida, percorreram as instalações da Base da GMJ, conferindo a sua estrutura de funcionamento operacional diário. “Hoje, Arujá soma 90 mil habitantes, uma cidade considerada tranquila em se tratando de índices de criminalidade. Porém, nos interessamos pelo trabalho realizado em Jundiaí, os resultados alcançados e sua projeção. Nesta visita, pudemos adquirir novos conhecimentos em tecnologia que levaremos para a nossa instituição”, comentou Uelton.

O gestor jundiaiense explicou aos visitantes que, com o OCR, é possível estruturar barreiras dentro de uma mancha urbana ou município para identificar, com antecedência, pessoas que tenham a intenção de praticar algum tipo de delito. “Em curto espaço de tempo, o sistema coleta e processa diversas informações, oferecendo respostas com precisão. Além de manter toda a cidade monitorada 24 horas, o sistema disponibiliza às autoridades dados qualificados e com elevado grau de definição. Um sistema que já é considerado o mais moderno em ação de inteligência para a segurança pública”, destacou Jacó.

Hoje o OCR encontra-se integrado com outras cidades, como Arthur Nogueira, Campinas, Cordeirópolis, Holambra, Hortolândia, Indaituba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Limeira, Louveira, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara D’Oeste, Tatuí e Vinhedo.

Assessoria de Imprensa GMJ

Fotos: GM Guerino

 

 

 

 

 

 

   



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2018/07/03/sistema-ocr-e-referencia-para-cidades-do-estado/
Leia mais sobre , , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br