UGPS promove oficina de cultivo de fitoterápicos em kokedama

Publicada em 02/04/2018 às 12:31

Entre as metas da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) para este ano está a disseminação dos conhecimentos sobre fitoterapia e a ampliação do uso para fins de complemento terapêutico entre os usuários da rede de Atenção Básica de Jundiaí. Como terapia integrativa, a fitoterapia se agrega à arte terapia na Unidade Básica de Saúde (UBS) Caxambu em forma de oficina de kokedama para cultivo de plantas medicinais. A atividade é aberta ao público e não é necessário fazer inscrição antecipadamente para participar. Nos próximos meses a ação será realizada em outros equipamentos da UGPS.

De acordo com a farmacêutica Fernanda Lacerda Bastos, responsável pela oficina, o uso das plantas medicinais vai além dos chás, já conhecidos entre a população. “A fitoterapia tem por objetivo extrair todo o potencial das plantas em benefício da saúde. Existem técnicas corretas para aplicação. As atividades realizadas nas UBSs como oficinas e rodas de chá são difusoras desses conhecimentos”, argumenta.

A farmacêutica explica que a oficina a ser realizada no dia 20 de abril, às 9h, na UBS Caxambu, tem por objetivo demonstrar a forma simples de cultivo com a técnica japonesa denominada kokedama. “A oficina ensinará como se faz uma kokedama com plantas medicinais. O cultivo é extremamente simples, não exigindo grandes cuidados ou espaço. Como resultado, o usuário terá à disposição ervas frescas para uso, sem agrotóxicos e ainda pratica uma terapia”, detalha.

A oficina é aberta ao público, não havendo necessidade de agendamento prévio. “Os usuários da UBS  contam com atividades mensais  de fitoterapia. A adesão é grande, principalmente nas rodas de chás”, detalha a gerente da unidade, Marilu Batista Costa. A UBS Caxambu está localizada na R. João Thomasi – Jardim Molinari.

Nos próximos meses, a mesma oficina será realizadas em outros equipamentos da UGPS.

Atualmente estão disponíveis na rede de Atenção Básica as Práticas Integrativas e Complementares (PICs): acupuntura e auriculoterapia, dança circular, Lian Gong, horta/fitoterapia, arte terapia, meditação, roda de chá, shantala, escalda-pés, homeopatia e, de forma piloto, reflexologia podal. Somente em acupuntura, a média de atendimento no ano passado foi de 2,6 mil procedimentos na rede de saúde. Já as práticas corporais como Lian Gong, dança circular e meditação/automassagem, que são praticadas semanalmente por grupos de 25 a 30 usuários das UBSs e nos equipamentos da rede de proteção (espaços cedidos gratuitamente à realização de algumas práticas) somam cerca de 2 mil atendimentos por mês.

 

Assessoria de Imprensa

Fotos: Fotógrafos PMJ



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2018/04/02/ugps-promove-oficina-de-cultivo-de-fitoterapicos-em-kokedama/
Leia mais sobre , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br