GMJ capacita vigilantes autônomos quanto ao exercício das suas funções

Publicada em 26/10/2017 às 16:50

Empenhada em promover a qualificação permanente de seus agentes, a Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) – por meio do Centro de Instrução, Formação e Aperfeiçoamento Técnico Profissional (Cifatp) da Divisão de Ensino da instituição, com a coordenação do seu responsável, o subinspetor Erich Streng Godoi – amplia suas ações e também realiza o curso de capacitação para os profissionais que fazem parte da Associação dos Vigilantes de Jundiaí e Região.

“A proposta cumpre as determinações do Plano de Governo do prefeito Luiz Fernando Machado – com o acompanhamento do titular da Unidade de Gestão de Segurança Municipal(UGSM), Paulo Sergio de Lemos Giacomelli Stel (Jacó), e o comandante da GMJ, o inspetor Benedito Marcos Moreno – no intuito de efetivar a parceria entre a Corporação e a Associação que diariamente atuam nas ruas de maneira integrada e comprometida com as necessidades da população visando garantir a segurança.

Os vigilantes participam de uma programação de aulas para que a atuação esteja de acordo com os limites da lei. A capacitação e integração entre os profissionais é muito importante; o próximo passo será o credenciamento dos mesmos junto à Polícia Civil, seguindo então as determinações finais para que assim possam atuar com maior efetividade”, declarou o subinspetor.

Exercer a profissão com eficiência para enfrentar todos os desafios que cercam o cargo demanda uma capacitação mais especializada, o que justifica o trabalho que é realizado pela Guarda Municipal de Jundiaí também para os vigias autônomos. A primeira etapa a cumprir é realizar um curso de formação para que possam ser adquiridos os conhecimentos teóricos e práticos da área.

Sendo assim, o curso promovido na GMJ tem carga horária de 20 horas/aula, distribuída em 4 horas/aula diárias durante toda esta semana, para quatro turmas que se alternam até o dia 1º de dezembro, finalizando com as duas últimas durante o primeiro trimestre de 2018. Consta do cronograma de atividades teóricas e práticas, as seguintes disciplinas: postura profissional/credenciamento; políticas de segurança pública; Estatuto do Desarmamento/legislação; acionamento dos órgãos de segurança; uso progressivo da força/ UFP – a tecnologia não letal; a Central de Monitoramento Eletrônico de Câmeras – GMJ e os procedimentos do sistema no auxílio ao combate da violência e criminalidade; as técnicas operacionais: uso da tonfa e algemas.

Presidente da Associação ressalta o trabalho
 
Há três meses no cargo, Olívio Lopes de Souza lembra da capacitação já feita anteriormente na GMJ. “Foi o passo inicial para que hoje pudéssemos voltar e ampliar as possibilidades: aqui na Guarda o trabalho é muito sério. A nossa instituição hoje conta com 800 integrantes em Jundiaí e região: a tendência é crescer, assim correspondendo à demanda. A união é muito importante para que possamos alcançar bons resultados.”

Complementando, o vigilante Emerson Rogério Benezatto conta que já está na profissão há 28 anos, seu pai Luiz criou a Associação, anterior à instalação da Guarda Municipal de Jundiaí. “Acompanho as ações da instituição pois estamos juntos no dia a dia, com a troca de experiências e informações; também porque sou membro do Conselho Municipal de Segurança. Esperávamos por essa capacitação há muito tempo, inclusive porque a Guarda Municipal de Jundiaí é muito significativa para todos nós, é a primeira em suas orientações aos nossos trabalhos. Estamos nos preparando para oferecer melhor qualidade nos serviços prestados à população, acima de tudo muita confiança.”

Assessoria de Imprensa GMJ
Fotos: GM Guerino

 



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/10/26/gmj-capacita-vigilantes-autonomos-quanto-ao-exercicio-das-suas-funcoes/
Leia mais sobre , , , , , , , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br