DAE e MP mantêm parceria para monitoramento da Bacia do rio Jundiaí Mirim

Publicada em 31/08/2017 às 14:32

Com o objetivo de ampliar o monitoramento e fiscalização de lançamento irregular de esgotos nos córregos e rios de Jundiaí, uma comissão formada por técnicos da DAE Jundiaí, das Unidades de Infraestrutura e Serviços Públicos e Planejamento Urbano e Meio Ambiente da Prefeitura de Jundiaí e da Cetesb se reúne a cada três meses com o Promotor de Justiça do Meio ambiente do Ministério Público de Jundiaí, Claudemir Battalini.

“Foi estabelecido um cronograma de atividades para a vistoria e correção de problemas ambientais como despejo de esgoto e resíduos sólidos, poda e retirada de material vegetal dos córregos e rios, além de estudo de vulnerabilidade das margens e de readequação das redes de esgoto. O objetivo é melhorar a qualidade da água dos corpos hídricos que desembocam no rio Jundiaí”, explica o diretor presidente da DAE Jundiaí, Eduardo Santos Palhares.

O promotor Claudemir Battalini comenta sobre a importância desse trabalho. “Estamos fazendo um trabalho conjunto com a CESTESB e DAE para melhoria da qualidade de serviço de coleta, afastamento e tratamento de esgoto. É um chamado ‘pente fino’ para que as situações de irregularidade de despejo de esgoto nos córregos que desaguam no rio Jundiaí sejam resolvidas de forma mais rápida e eficiente. Também será possível um controle da capacidade de coleta de esgoto e eventuais reformas que sejam necessárias para evitar problemas no futuro, com esses serviços essenciais ao meio ambiente. Com isso, a qualidade do rio Jundiaí melhora a cada dia”.

Além das reuniões a cada três meses, um encontro mensal é realizado na DAE com o objetivo de avaliar as ações. “O trabalho tem como objetivo averiguar e sanar problemas de despejo de esgoto irregular em córregos, rios e galerias de águas pluviais, buscando a melhoria da qualidade da água e o cumprimento à integralidade do tratamento de esgoto coletado”, acrescenta Regina Pantano, coordenadora Jurídica da DAE.

Até maio de 2019, prazo definido em conjunto com o Ministério Público, a meta é vistoriar 23 córregos, apresentando soluções aos problemas encontrados e dando início às ações.

Assessoria de Comunicação – DAE Jundiaí



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/08/31/dae-e-mp-mantem-parceria-para-monitoramento-da-bacia-do-rio-jundiai-mirim/
Leia mais sobre

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br