Encontro discute implantação do ‘Criança Feliz’ em cidades da região

Publicada em 26/07/2017 às 14:05

Com o apoio da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), as diretorias regionais das secretarias Estaduais de Saúde e de Desenvolvimento Social promoveram um encontro na manhã desta quarta-feira (26) para tratar da implantação e discutir o planejamento e objetivos do Programa Federal “Criança Feliz”.

Além dos representantes de Jundiaí, participaram no auditório Elis Regina do Complexo Argos cerca de quarenta profissionais das secretarias de Assistência Social, Saúde, Educação e Cultura de cidades da região, como Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Louveira, Morungaba, Paulínia, Pinhalzinho, Santo Antônio da Posse, Sumaré e Várzea Paulista.

A coordenadora estadual do Criança Feliz, Lígia Pimenta, frisou a tendência internacional nos investimentos pela primeira infância. “O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o Banco Mundial e pesquisas da neurociência têm lançado uma luz para a importância dos primeiros mil dias de vida das crianças e os efeitos do acompanhamento de seu desenvolvimento para o futuro. É neste período que se criam os vínculos e os repertórios dos indivíduos e, através de uma proposta intersetorial no Município, que é onde o contato com o usuário é mais efetivo, devemos buscar uma escala que contemple a toda a comunidade.”

O Criança Feliz é um programa atrelado ao Ministério do Desenvolvimento Social que visa acompanhar o desenvolvimento de crianças em situação de vulnerabilidade, desde a gestação, cujas famílias recebam o Bolsa Família (crianças até três anos), o Benefício da Prestação Continuada (crianças com deficiência, até seis anos), ou crianças afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção (também até seis anos).

A fim de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, período crucial na formação cognitiva do ser humano, a atuação será feita através de três eixos: a intersetorialidade, a visitação domiciliar semanal ou quinzenal (uma vez que a residência é o espaço onde as deficiências e necessidades são mais facilmente identificáveis, como os casos de depressão pós-parto, por exemplo), e a capacitação continuada dos supervisores e visitadores.

Em Jundiaí, onde já está em vigor o programa estadual São Paulo pela Primeiríssima Infância, cujas propostas vão na mesma linha do Criança Feliz, a implantação deste está sendo alinhada com aquele, realidade de muitos dos 222 municípios do Estado já com aprovação para o Criança Feliz. Na cidade, o chamamento do supervisor foi feito através da Imprensa Oficial e a contratação dos visitadores está em processo de execução.

Participaram do encontro diretoras e a gestora da UGADS, Nádia Taffarello Soares, que é no Município coordenadora e articuladora dos programas; a representante da região para a Secretaria estadual de Saúde, Lígia Bestetti; e o técnico do Criança Feliz na Diretoria Regional de Campinas de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads), Adriano Ramos.

Assessoria de Imprensa
Foto: Fotógrafos PMJ



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/07/26/encontro-discute-implantacao-do-crianca-feliz-em-cidades-da-regiao/
Leia mais sobre ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br