Simpósio sobre Patrimônio define eixos para envio de trabalhos acadêmicos

Publicada em 25/07/2017 às 09:52

O Simpósio sobre Patrimônio Material e Imaterial, que traz como tema “Cidade, Memória e Patrimônio”, definiu os quatro eixos temáticos de discussão desta sua quinta edição. Pesquisadores, acadêmicos e demais interessados em enviar trabalhos para o Simpósio devem fazê-lo até o dia 4 de agosto, adequando-os aos seguintes eixos: Patrimônio Imaterial, Patrimônio Material, Patrimônio Ambiental e Educação Ambiental e Educação Patrimonial.

Promovido pela Unidade de Gestão da Cultura, o Simpósio será promovido nos dias 17, 18 e 19 de agosto e trabalhos selecionados compõem a programação do dia 18 de agosto, na Sala dos Relógios do Complexo Fepasa. Entre as novidades desta edição, além do Complexo Fepasa, também os jardins do Solar do Barão, recentemente reabertos, e a Pinacoteca recebem a programação de eventos.

Confira os eixos temáticos:

  • Patrimônio Imaterial: estudos que buscam registrar e refletir sobre a construção de narrativas de pertencimento, valorizando o universo singular das identidades e das memórias locais e institucionais, além de colocar em pauta as políticas e iniciativas pontuais que valorizam os espaços, as práticas culturais e o patrimônio histórico da cidade de Jundiaí e região, vinculados aos saberes, celebrações, modos de fazer, viver, criar e difundir formas de expressões cênicas, plásticas, musicais ou lúdicas, cuja concretude se estabelece em lugares de memória e/ou em territórios de práticas culturais coletivas;
  • Patrimônio Material: estudos que tratam de maneira mais ampla das criações científicas, artísticas e tecnológicas; das obras, objetos, documentos, edificações, além dos conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, científico e tecnológico. Sendo os bens culturais tombados como patrimônio material categorizados como imóveis (cidades históricas, sítios arqueológicos e paisagísticos e bens individuais) e como móveis (coleções arqueológicas, acervos museológicos, documentais, bibliográficos, arquivísticos, videográficos, fotográficos e cinematográficos), espera-se que este eixo temático possa viabilizar a discussão sobre a complexidade e multiplicidade do patrimônio histórico contemplando a diversidade dos grupos que formam o tecido social e as diferentes maneiras de ocupação do espaço;
  • Patrimônio Ambiental: estudos que tratam do patrimônio ambiental ou natural formado por monumentos naturais constituídos nas suas formações físicas e biológicas, formações geológicas e geográficas, além de sítios naturais. Esperam-se, para este eixo, pesquisas e discussões relativas à proteção ao meio ambiente, articulada ao patrimônio histórico, ao patrimônio arqueológico, à diversidade cultural e às populações tradicionais, ao desenvolvimento sustentável contemplando a paisagem e a necessária articulação entre direitos culturais e direitos ambientais;
  • Educação Ambiental e Educação Patrimonial: trabalhos que apresentem e discutam a necessidade e as possibilidades de trabalhar o Patrimônio Cultural e Ambiental nas escolas e nos espaços de lazer e entretenimento, problematizando a superação da dicotomia historicamente construída entre cultura e natureza.

Considerando-se o direito de todos ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e que não é possível dissociar direitos culturais dos direitos ambientais, este eixo contempla os processos educativos formais e não formais que priorizam o conhecimento, a preservação e a apropriação individual e coletiva do bens culturais que sejam portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade, bem como pressupõe estudos que possam discutir o processo de produção e difusão da compreensão social e histórica das maneiras como lidamos com a natureza e com o meio ambiente.

Realizado em parceria com a Fatec e a Unip, o simpósio contará com mesas redondas, visitas e atividades culturais, além das apresentações de trabalhos, e visa ampliar o debate sobre memória e patrimônio no espaço da cidade, além de criar oportunidades de interlocução e produção de conhecimento entre pesquisadores e interessados.

Os interessados em apresentar seus trabalhos devem enviar para os e-mails dphc@jundiai.sp.gov.br ou rccarvalho@jundiai.sp.gov.br um resumo expandido com o eixo temático escolhido, o título do trabalho, titulação do autor e vínculo institucional dos autores (no máximo quatro por trabalho), com formatação: fonte Arial tamanho 12, espaçamento 1,5, folha A4, margens com 2,5 centímetros, entre 700 e 1000 palavras. No resumo devem constar uma situação-problema, objetivos, metodologia, referências e resultados parciais ou finais dos estudos. Cada autor pode participar com até dois trabalhos, sendo coautor do segundo. Uma comissão científica fará a avaliação e a divulgação dos aprovados ocorrerá por e-mail aos inscritos até 8 de agosto.

Assessoria de Imprensa
Foto: Arquivo PMJ



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/07/25/simposio-sobre-patrimonio-define-eixos-para-envio-de-trabalhos-academicos/
Leia mais sobre , , , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br