Leishmaniose: com trabalho de referência, Jundiaí oferece apoio à região

Publicada em 05/07/2017 às 18:13

Com o objetivo de manter a estatística zerada para casos autóctones de leishmaniose, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), por meio do setor de Vigilância de Zoonoses, tem realizado apoio técnico aos municípios vizinhos que não apresentam uma situação tão favorável com relação à doença, como Várzea Paulista, Jarinu, Campo Limpo Paulista e Cajamar.

Segundo o gerente da Zoonoses, Carlos Osahata, este apoio inclui duas frentes de trabalho. “Durante este acompanhamento procuramos levantar as necessidades dos municípios diante dos casos notificados. Cuidados administrativos, que consiste no devido encaminhamento para os órgãos competentes e de campo, com análise ambiental que nos permite saber se são casos importados ou autóctones”.

Além disso, o apoio técnico inclui o inquérito sorológico canino feito por meio da coleta de sangue de todos os cães em um raio que depende da densidade populacional da área atingida. “Assim, estamos mantendo Jundiaí fora da área de risco, já que casos, ainda que importados, têm sido notificados próximos ao nosso município”, comentou Osahata.

O gerente da Zoonoses revela ainda que técnicos de sete municípios da região de Jundiaí estão recebendo orientação e, em breve, devem fechar um protocolo. “O município é referência regional para o teste rápido em caninos, o que garante este apoio às cidades vizinhas. Vale lembrar que quando o assunto é leishmaniose, o raio de vigilância deve ser estendido”, alerta.

Assessoria de Imprensa

 



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/07/05/leishmaniose-com-trabalho-de-referencia-jundiai-oferece-apoio-a-regiao/
Leia mais sobre ,

Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br