Plataforma de Educação e Cultura promove ‘horas de estudos’ no Complexo Fepasa

Publicada em 21/06/2017 às 18:21

Em linha com a proposta de gestão por plataformas de serviços, as Unidades de Cultura e Educação deram início, na manhã desta quarta-feira (21), às “horas de estudos” dos professores da rede nos equipamentos culturais da cidade. Cerca de 90 funcionários das Emebs Beatriz Blatner Pupo, Mercedes Basile Bonito, José Leme do Prado, Pier Ângela, Luiz Bárbaro, Armanda Santina Polenti e Hilda Maria Alves Pascoalotto assistiram à apresentação “Comédia Sem Título”, da Cia. De Teatro de Jundiaí, no Complexo Fepasa.

O diretor de Cultura, Marcelo Peroni, destacou que o interessante desta atividade é que, além de aproximarmos as ações na Plataforma, os professores têm a oportunidade de assistir a um espetáculo sem o aluno, o que não acontece nas excursões escolares ao teatro. “Queremos mostrar que os equipamentos culturais estão abertos a todos, para que esses professores queiram não somente voltar, mas tenham o desejo de se apropriar dos espaços culturais”, comentou.

Peroni acrescentou que a ação também é um processo de formação de público. “Estudos apontam que o entendimento da importância da cultura passa pela experiência. É necessário que o indivíduo participe da atividade cultural para que ele realmente passe a valorizá-la e incentivá-la. Por isso nosso foco nos professores, para suprir uma eventual carência de incentivo no ambiente doméstico”, disse.

As horas de estudos contam como atividades que a Emeb promove internamente junto a seu corpo docente no contraturno do período de aulas para a discussão de projetos educacionais, realização de reunião e promoção de atividades de formação.

A coordenadora da Emeb Luiz Bárbaro, Gláucia Nitsch, elogiou a iniciativa. “Na nossa Emeb, sempre demos espaço ao compartilhamento de vivências culturais dos professores nas horas de estudos. Quando recebemos o convite para esta apresentação, ficamos empolgados”, disse. “Aproveitamos para transcender a proposta: trouxemos também funcionários do administrativo, operacional e da cozinha, pois pensamos a escola em um ambiente como um todo, não só o corpo docente”, completou.

As professoras Susana Jacinto e Débora Belai, colegas na Emeb Luiz Bárbaro, também aprovaram a ideia. “Hoje tivemos a oportunidade conhecer como este espaço está sendo direcionado pela nova gestão. Sem este convite, eu não teria vindo conhecer este equipamento cultural. E o que senti foi muito acolhimento”, afirmou Susana, que leciona para crianças do grupo 5.

“A Cultura estende a todas as Emebs para que escolas realizem as horas de estudos em nossos equipamentos. Devemos, inclusive, convidar também as escolas estaduais da cidade”, adiantou Peroni.

Ao final da apresentação, os atores e a direção da peça abriram espaço para um bate papo com o público. Os professores da Emeb Hilda Maria Alves Paschoalotto aproveitaram a ocasião para uma visita ao Museu da Cia. Paulista, que também fica no complexo Fepasa.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/06/21/plataforma-de-educacao-e-cultura-promove-horas-de-estudos-no-complexo-fepasa/
Leia mais sobre , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br