Corte de árvore do Museu é autorizado após análise

Publicada em 11/04/2017 às 18:16

Nesta quarta-feira (12), a Mangueira de 90 anos do Museu Solar do Barão terá de ser cortada. Após testes realizados na árvore, como tomografia e teste de resistência, ela foi diagnosticada um risco iminente, tornando-se, inclusive, uma ameaça à segurança física dos visitantes.

A empresa Pd Instrumentos, responsável pela realização dos testes na Mangueira, ofereceu o serviço para o Museu de forma gratuita após se sensibilizar com a situação da árvore que, ao passar por limpeza e poda técnica, revelou uma cavidade de aproximadamente 1,75m de altura que comprometeu 47% de sua massa total. A árvore estava sendo monitorada desde janeiro deste ano.

Os funcionários do Solar do Barão solicitaram apoio da Prefeitura, do pessoal de parques e jardins, Jardim Botânico e da Unidade de Gestão de Cultura para fazer testes mais conclusivos na tentativa de salvar a Mangueira, mas o diagnóstico definiu que a árvore está profundamente contaminada, possui infestação de fungos e partes em decomposição.

Segundo Paulo Vicentini, diretor do Departamento de Museus, todo o possível foi feito para tentar salvar a árvore. “Nós, que trabalhamos no Solar do Barão, temos uma relação muito próxima com a Mangueira e é triste saber que ela vai ter que ser cortada. No entanto, de acordo com o protocolo de segurança da Prefeitura, não podemos mantê-la e colocar em risco os funcionários e visitantes”, declarou.

Ainda segundo o Diretor, o jardim estava bastante deteriorado, desorganizado e abandonado. “Vamos estudar e analisar medidas específicas para preservar o jardim e faremos todo o possível para mantê-lo sempre bem cuidado”, concluiu.

Revitalização

Cerca de 1.800m² do Museu estão passando por revitalização, que contempla o jardim e todos os canteiros. Mesmo com o atraso de 30 dias nas obras por conta da análise da Mangueira, a previsão é de que o Solar do Barão seja aberto novamente para o público na segunda quinzena de maio. O jardim espera, após reabertura, um fluxo de visitantes de mais de mil pessoas/dia somente por meio da entrada da rua lateral do Museu Solar do Barão.

Assessoria de Imprensa



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/04/11/corte-de-arvore-do-museu-e-autorizado-apos-analise/
Leia mais sobre ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br