Governo faz balanço do primeiro mês de gestão

Publicada em 31/01/2017 às 12:02

 O prefeito Luiz Fernando Machado avaliou positivamente o trabalho realizado nos primeiros 30 dias de sua administração. Segundo o chefe do Executivo municipal, a preocupação inicial tem sido a estabilidade econômica e financeira da prefeitura, que será corrigida com o tempo. “Pagamos a dívida do cartão-alimentação, as contas da Saúde e nesta terça-feira (31) foi paga a folha de pagamento dos servidores. Outra prioridade foi estabilizar a dívida com as entidades assistenciais”, afirmou.

Luiz Fernando explicou que as dívidas antigas da prefeitura – que somam R$ 92 milhões – serão segredadas e tratadas de forma separada. “Vamos conversar com todos os fornecedores e classificar as dívidas de acordo com o valor. O que fizemos foi estabilizar os pagamentos a partir de janeiro para que não haja atrasos e contratempos com os prestadores de serviços”, destacou.

O prefeito acrescentou que os fornecedores serão convidados para uma discussão e, a partir daí, será feito um planejamento do pagamento da dívida, que não pode ser paga tudo de uma vez. “O credor terá segurança jurídica de que vai receber na data estipulada”.

Sobre a reforma administrativa, Luiz Fernando informou que ela está em fase de finalização. A meta é terminá-la a tempo de encaminhar para a Câmara Municipal antes da volta das sessões, no próximo dia 7.

“A reforma prevê redução de cargos e de valores pagos em cargos comissionados, além de um perfil de utilização dos servidores com o cargo. Quero ressaltar que o Movimento Brasil Competitivo (MBC) faz um trabalho de auxílio na formatação da reforma que qualifica, credencia e dá espaço para as boas práticas de gestão que eles desenvolvem no mundo”, enfatizou.

Segundo o prefeito, outro destaque importante do primeiro mês de administração é o Plano Emergencial dos Serviços Municipais. Por meio dele, está em andamento um trabalho para assegurar roçada (2,5 milhões de metros quadrados de área), poda de árvores (5 mil), pintura de guias (50 km), raspagem de calçadas (204 km) e manutenção de estradas não-pavimentadas (240 km).

“Fizemos também a limpeza de rios, córregos e bueiros, que é algo mais estrutural da cidade, mas que já deu resultados. Basta observar que tivemos poucos pontos de inundação nos últimos dias”, pontuou Luiz Fernando. Nos próximos dias, acrescentou, esse trabalho preventivo será iniciado em todo o vetor Oeste (varrição, limpeza, poda de mato e de árvores, limpeza de córregos, pintura de guias e raspada de calçadas).

Em relação à Saúde, o prefeito adiantou que no mês de fevereiro será iniciado um mutirão para reduzir a fila de espera por consultas e exames. “O formato ainda está sendo definido, mas a ideia é fazer um mutirão de especialistas. Hoje a espera por alguns exames e consultas é de meses e nosso objetivo é trazer isso para uma margem que dê para controlar depois. Não é um mutirão que só acaba a fila, mas impede que ela volte”, ressaltou.

Luiz Fernando falou também sobre o trabalho do Gabinete de Crise, que, neste momento, tem a incumbência de reduzir os custos do Hospital São Vicente de Paulo. “Infelizmente teremos de fazer ajustes no hospital para que ele caiba no orçamento. Vamos trabalhar com a prática de gastar aquilo que temos. Não vamos endividar o serviço público e tampouco o hospital”, disse.

Após um mês à frente do Executivo, Luiz Fernando disse estar feliz pelo fato de a sociedade jundiaiense acreditar nas medidas de austeridade tomadas pela administração. “Eu tenho sentido nas ruas o reflexo da satisfação com o que tem sido feito”, finalizou.



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2017/01/31/governo-faz-balanco-do-primeiro-mes-de-gestao/
Leia mais sobre , , , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br