Cmeja encerra ano letivo com 500 formandos

Publicada em 21/12/2016 às 12:22

O Teatro Polytheama foi palco da cerimônia de entrega dos certificados de conclusão de curso para cerca de 500 alunos das turmas ensino fundamental 1 e 2, ensino médio do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cmeja) e Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), na noite de terça-feira (20). Autoridades, formandos e familiares participaram da solenidade, que contou com apresentação da Orquestra de Violeiros Terra da Uva.

Mais uma vez, o prefeito Pedro Bigardi fez questão de participar desse momento especial na vida desses alunos. “Durante o ano espero por esta formatura, que considero um dos momentos mais bonitos da educação. O trabalho do Cmeja cresceu muito e se fortaleceu nos últimos anos, formando cerca de mil pessoas por ano.”

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, primeira-dama Margarete Geraldo Bigardi, parabenizou os alunos pela coragem e determinação de voltar a estudar.  “Todos que estão aqui lutaram para receber este diploma e merecem todo nosso respeito.”

O secretário municipal de Educação, José Renato Polli, destacou a importância da reinclusão destas pessoas que foram excluídas da educação formal. “Esta conquista é fruto do esforço e interesse desses alunos em voltar a estudar. É importante que sigam em frente.”

Aos 58 anos, a dona de casa Isabel Souza dos Santos Carmo recebeu com orgulho o diploma de conclusão do ensino fundamental 1. “Voltar a estudar foi uma grande alegria. Apesar do nervosismo do começo, me adaptei bem e pretendo continuar. Hoje tenho uma vida mais ativa, minha memória melhorou, tenho mais amigos graças ao estudo”, afirmou.

Neste ano, o Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos completou 20 anos de fundação. Desde 2013, o Cmeja, sob direção do professor José Ronaldo Pereira, reduziu o abandono dos estudos, disponibilizando 13 núcleos descentralizados pela cidade e reformulando os cursos da Educação Fundamental e do Ensino Médio, que passaram a ter duas versões: presencial e semi-presencial. Outra mudança é que antes o aluno só recebia uma apostila e tinha de estudar sozinho, aparecendo apenas para tirar dúvidas. Agora todos têm aulas e essa relação fez com que tivessem mais segurança para estudar.

A atual gestão também promoveu a humanização no atendimento ao adulto que procura o espaço: funcionários e professores passaram por formação para receber esse público, e ainda houve abertura para ouvir o aluno por meio de uma pesquisa para identificar as necessidades e insatisfações.

Viviane Rodrigues



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/12/21/cmeja-encerra-ano-letivo-com-500-formandos/
Leia mais sobre ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br