Obras do Complexo Jundiaí seguem em ritmo acelerado

Publicada em 25/11/2016 às 16:26

O Complexo Viário de Jundiaí, que compreende as alças de acesso à rodovia Anhanguera (SP-330), começa a ganhar forma. As vigas que compõem o primeiro viaduto da fase 1A, entre os quilômetros 56 e 57 da SP-330, na região da rodoviária, foram instaladas no último final de semana (18, 19 e 20 de novembro) em uma bem-sucedida operação coordenada pela concessionária CCR AutoBAn, responsável pela execução da obra.

Em visita às obras nesta quinta-feira (24), o prefeito Pedro Bigardi ficou animado com o avanço. “Quem passa pela Via Anhanguera já pode ver o primeiro viaduto montado, pronto para receber a concretagem, e o segundo com os pilares colocados para o lançamento das vigas em dezembro. Um pouco mais a frente teremos o viaduto de transposição, saindo da avenida Osmundo Pelegrini, que também está em andamento. Fico contente de ver o cronograma sendo cumprido pela concessionária e pelo Governo do Estado, que, em parceria com a Prefeitura, trouxe esta grande obra para Jundiaí, beneficiando tanta gente”, disse Bigardi.

De acordo com a CCR AutoBAn, as obras seguem o cronograma previsto pela Artesp e a entrega do complexo está prevista para o final de julho de 2018. O lançamento das vigas do segundo viaduto da fase 1A (na região da rodoviária) deve ser na segunda quinzena de dezembro. Após, as obras seguem com preparação da laje e tabuleiro dos viadutos para concretagem.

Iniciadas em abril deste ano, as intervenções são simultaneamente entre os quilômetros 55 e 61 da Via Anhanguera, divididas em duas fases. A primeira, chamada 1A, consiste na construção das alças de acesso da pista sul (sentido interior-capital) da Via Anhanguera para a avenida Nove de Julho, com a implantação de dois viadutos e ordenações nas vias marginais.

Em andamento, a segunda fase da obra, chamada 1B, compreende a construção de um novo viaduto sobre a Via Anhanguera, na altura do km 58 da rodovia. Esta transposição, que vai ligar as avenidas Osmundo dos Santos Pelegrini e Jacyro Martinasso, resultará em uma nova interligação entre os bairros Medeiros, Eloy Chaves e Fazenda Grande ao Centro de Jundiaí. O viaduto não dará acesso à rodovia, contudo, deve retirar fluxo considerável de veículos no trevo do km 58 da Anhanguera.

Com investimento de R$ 204,6 milhões, pagos com recursos da receita de pedágio, o Complexo Viário de Jundiaí vai organizar o fluxo de veículos na Via Anhanguera, na região. Os trabalhos, depois de concluídos, vão beneficiar cerca de 420 mil pessoas que usam a rodovia na região de Jundiaí.

Viviane Rodrigues

 



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/11/25/obras-do-complexo-jundiai-seguem-em-ritmo-acelerado/
Leia mais sobre , ,

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br