Rotas turísticas são atração a moradores e visitantes

Publicada em 25/10/2016 às 12:34

Reconhecida no principal grupo de municípios paulistas (A/B) no Mapa Turístico do Estado de São Paulo,  a cidade de Jundiaí se apresenta como um dos principais municípios de visitas de lazer de curta distância (ao lado das viagens de negócios) e tem entre suas diversas atrações as rotas que destacam áreas rurais, paisagens, adegas, restaurantes campestres e produtos típicos. As opções também são cada vez mais valorizadas pelos moradores.

São atualmente quatro rotas em diferentes estágios de consolidação – a Rota da Uva, a Rota da Terra Nova, a Rota do Castanho e a Rota da Cultura Italiana.

De acordo com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Turismo, a adesão ao formato das rotas turísticas é aberto e espontâneo, com assessoria técnica na criação e consolidação.

Rota da Uva

A primeira das rotas, na bacia do rio Jundiaí-Mirim (na região com partes de Caxambu, Roseira, Toca, Jundiaí-Mirim e Colônia), conta atualmente com 12 adegas (Vendramin Sibinel, Negrini,Mingotti, Maziero, Martins,Marquesin, Juca Galvão, Fontebasso, do Português, Brunholi e Beraldo di Cale).

Também participam da rota, 15  restaurantes. alguns dos quais anexos às adegas e mais Vendinha do Alto,  Spiandorello, Recanto Marquezin, Piatti Belli, O Italianão, Estação Fazenda, Don Martê, Bistecão, Bar do Celso e  A Taverna.

Ao longo da rota também são encontradas lojas especiais, como as frutas da Barraca Roseira ou Por Falar em Uva, a microcervejaria Bier Nards, espaços de selaria, como a Casa da Fazenda, ou produtos de fábrica da Cereser e também de produtos artesanais, como o Valsanglau, entre outros.

Os principais acessos para a Rota de Uva são a rodovia João Cereser, pela malha rodoviária, e a avenida Comendador Antonio Borin (antiga Estrada do Caxambu), pela malha urbana.

 

Rota da Terra Nova

Outra rota marcada pela paisagem rural está  na região entre a Serra do Japi e a Serra dos Cristais. Entre suas atrações estão restaurantes campestres, como o Japiapé, os passeios doHaras Terra Nova, as conservas artesanais da Clamar, os embutidos da Pavan – Boutique do Porco, os cafés do Bookafé ou as visitas agendadas do Viveiro Terra Nova.

Os principais acessos para a Rota da Terra Nova são a rodovia Anhanguera, pela malha rodoviária, e a avenida 14 de Dezembro e avenida Engenheiro Tasso Pinheiro (antiga Estrada da Terra Nova), pela malha urbana.

 

Rota do Castanho

Uma outra rota em articulação, na região da Serra dos Cristais, tem como sua principais referências oRestaurante Serra dos Cristais, do Espaço Carpe Diem  e também a tradicional Vinícola Castanho. Tem ainda a participação do Sítio do Ivan, com produção que integra as feiras semanais de orgânicos e recebe visitas agendadas.

O principal acesso para a Rota do Castanho é a rodovia Tancredo Neves (antiga Estrada Velha de São Paulo).

 

Rota da Cultura Italiana

A quarta rota turística, também em articulação na região do Traviú, conta com o restaurante Travitalia, as adegas Santa Cecília e Bella Vista, o espaço de eventos Villa Traviú e famílias desse setor, que oferecem também cafés, cervejas artesanais e outros produtos típicos de famílias dessa região da cidade (como as massas La Favolla).

O principal acesso para a Rota da Cultura Italiana é a rodovia Anhanguera, pela malha rodoviária, e avenidas Pedro Clarismundo Fornari e da Uva (antiga Estrada do Engordadouro), pela malha urbana.

 

Circuito Turístico

As rotas, que valorizam o turismo rural e a conservação do cinturão verde de Jundiaí, fazem parte do cenário mais amplo da cidade, que abrange muitas outras atrações. Uma boa parte desse levantamento está disponível no portal Turismo Jundiaí.



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/10/25/rotas-turisticas-sao-atracao-a-moradores-e-visitantes/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br