Semana do Bebê usa filme para reeducação dos pais; atividades prosseguem nesta quarta (3)

Publicada em 02/08/2016 às 15:40

A 2ª Semana Municipal e 5ª Semana Regional do Bebê marca neste ano o surgimento de uma nova metodologia de trabalho social em grupos, tendo como base o filme “O Começo da Vida” (Maria Farinha, 97´) para abordar desde as questões relacionais de pais, mães ou responsáveis até as novas configurações familiares atuais.

A novidade foi detalhada no lançamento da semana na noite de segunda-feira (1), no Teatro Polytheama, organizado pela Prefeitura de Jundiaí, pela Diretoria Estadual Regional de Saúde (DRS 7), sediada em Campinas e pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

A abertura da semana teve a presença dos secretários municipais de Saúde, Luís Carlos Casarin, e de Assistência e Desenvolvimento Social, Giany Aparecida Póvoa, além da titular da Coordenadoria do Idoso, Cláudia Sartori, e dos representantes da Diretoria Regional de Saúde do Estado, Carla de Brito Fortuna, do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), Thaís Franco Ribeiro e Regina Paulinelli, e das demais oito cidades envolvidas.

O filme “O Começo da Vida” mostra a importância vital da fase de zero a três anos para o desenvolvimento intelectual e emocional dos seres humanos com depoimentos de pessoas de diversos países do mundo e das mais variadas situações sociais. E aborda de maneira leve mas firme a demanda de todos os bebês por proteção e igualdade de oportunidades pela sociedade, pelo poder público e pelas famílias – sejam elas de mães jovens ou mais velhas, de mães solteiras ou homossexuais, de pais que trabalham ou que optaram por cuidar eles mesmos dos filhos, sejam de que raça, gênero, etnia, renda ou cultura façam parte. Em grande parte, porque os bebês são uma escolha que não apenas chegam para aprender mas também para ensinar.

O filme está sendo usado em parte das mais de 120 atividades distribuídas em creches, unidades de saúde, centros de assistência social e entidades privadas do município ao longo desta semana até sexta-feira, 5, com algumas atividades se prolongando pelas próximas semanas.)

O trabalho conjunto de setores como educação, saúde e assistência social e mais entidades da sociedade teve no município efeitos como a redução da mortalidade infantil de 10,61 casos em cada 100 mil habitantes em 2012 para 9,6 casos em 2015 e uma projeção para 2016, no cenário de metade do ano, de 7,8 casos nos dados atuais da Prefeitura de Jundiaí.

O evento é parte do programa estadual São Paulo na Primeiríssima Infância, surgido em 2015 a partir da experiência anterior de Jundiaí e região (as sete da Aglomeração Urbana, que contam ainda com Itupeva, Cabreúva, Várzea Paulista, Louveira, Campo Limpo Paulista e Jarinu e mais Itatiba e Morungaba).

A iniciativa surgiu com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e chegou agora, no filme dirigido por Estela Renner, ao apoio também do Instituto Alana, da Bernard Van Leer Foundation e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). De acordo com a consultora da fundação, a doutora Anna Maria Chiesa, o roteiro foi iniciado após uma pesquisa encomendada ao Ibope mostrar que muitos pais desconheciam a necessidade do vínculo e do brincar no desenvolvimento saudável dos bebês.

Além da grande variedade de unidades públicas e particulares envolvidas a metodologia de aplicação do trabalho em grupos pode ser solicitada pela comunidade ao setor de desenvolvimento social do Senac Jundiaí na rua Vicente Magaglio, 50, Jardim Paulista, ou pelos contatos (11) 3395 2300 oujundiai@sp.senac.br

O filme reafirma um princípio ético conhecido pela maioria dos médicos, enfermeiros, agentes comunitários, assistentes sociais, professores, sociólogos, pais, mães, cuidadores e das pessoas em geral. É aquele onde cada criança tem o direito à esperança e os adultos tem o dever de atender essa expectativa como comunidade. Seu conteúdo ilumina aos espectadores o diálogo sobre a atualização de antigas respostas para novas realidades, com capacitação dos técnicos envolvidos para apoiar as reflexões em grupo.

Atividades nesta quarta (3) – Nesta quarta o filme tem sessão pipoca na escola Hilda Pasqualoto às 14 horas e na escola EMEB Adail Lenhaioli às 14h45. Outras escolas, como a EMEB Arcina Nogueira Barboza, optaram por um circuito de brincadeiras infantis com crianças e pais na rua em que está instalada a partir das 9 horas. Já o centro de assistência social CRAS Tamoio apresenta às 14 horas uma roda de cantigas infantis. A equipe da unidade de saúde UBS Retiro segue para palestras pediátricas na escola Assumpta Segantin Negri, às 8h30, enquanto a equipe da unidade Guanabara recebe bebês e pais de seu bairro. E assim por diante, em uma grande mobilização por toda a cidade. Veja a programação completa.

 

José Arnaldo de Oliveira

 

 

 



Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/08/02/semana-do-bebe-coloca-filme-a-servico-da-reeducacao-dos-pais-atividades-prosseguem-nesta-quarta-3/

Galeria de imagens desta notícia

Clique na imagem para fazer o download do arquivo na resolução original



Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br