Prefeitura economiza R$ 40 mil ao ano com mudança da Divisão de Fiscalização

Publicada em 24/05/2016 às 03:59
Alessandro RosmanEncaixotando: imóvel será entregue até dia 15 de junho

Encaixotando: imóvel será entregue até dia 15 de junho

A Seção de Fiscalização do Comércio, uma espécie de “quartel general dos fiscais”, está de mudança. Atualmente alocados no imóvel de número 210 da rua Zacaria de Goés, os oito profissionais que atuam no departamento esvaziam as gavetas, organizam documentos e preparam o mobiliário para a transferência, que, diga-se, não será para tão longe assim. A “casa nova” está a poucos metros dali, no número 186. Embora pouco relevante na distância entre um ponto e outro, a mudança vai gerar uma economia de mais de R$ 40 mil ao município no fim de um ano.

A medida corrobora a fala do secretário de Finanças, Pedro Galindo, que, na audiência expositiva da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), no último dia 20 na Câmara Municipal, havia reafirmado o compromisso de um modelo de gestão economicamente racional e enxuto, com “renegociação de contratos com fornecedores e locação de imóveis, limitação de horas-extras e redução de outros gastos para manter os investimentos”.

“Tentamos renegociar o valor do aluguel do imóvel atual, o que não foi possível. Ao mesmo tempo, o locatário do outro imóvel entregou as chaves. Quando nos deparamos com a diferença do valor do aluguel, acertamos tudo rapidamente”, detalha o chefe da Divisão de Fiscalização, Omar Rodrigues. Pudera. A diferença entre os alugueis é de 57,4%, ou seja, de R$ 5.868,70 para R$ 2.500,00 mensais.

Já para o diretor do departamento de Fiscalização do Comércio, Luiz Henrique Mendonça, além da economia, há o aspecto logístico. “Não tem como a Divisão atuar muito longe do Centro, até mesmo pela área perimetral onde as ações são desenvolvidas e executadas. Até mesmo porque há um plano de intensificar ainda mais o trabalho na área Central.”

“Até o dia 15 de junho tem de estar tudo pronto, é a data-limite para entregarmos as chaves”, adianta a agente fazendária, Adriana Nacarato. Para ela, embora exista uma diferença na metragem das áreas construídas (de 184 m² para pouco mais de 100 m²), o atual endereço tinha espaços ociosos, o que será otimizado a partir da mudança em definitivo.

A mudança será feita pela equipe do Serviços Públicos e a desativação/ativação do sistema de informática a cargo da Cijun.

De mudança – Há 16 anos como Fiscal do Comércio, Lino Mingotti atua na Prefeitura desde os tempos em que o “QG” situava-se sob a marquise do Banespa, no Centro. Lino arrumava a papelada e desligava alguns equipamentos eletrônicos na tarde desta terça-feira (24). O atual imóvel já está praticamente vazio.

“O novo endereço vai comportar toda a equipe. Realmente, não fazia mais sentido permanecer numa casa que, com o tempo, ficou com alguns espaços ociosos”, pondera, enquanto explica uma mudança na logística por conta da transferência de endereço.

“A partir de agora, todas as apreensões serão levadas para acondicionamento e triagem no Paço Municipal”, conta. Entre janeiro de 2015 a abril de 2016, a ação do setor resultou em quase 3 toneladas de alimentos industrializados, mais de 5 mil CD´s e mais de 24 mil DVD´s.

“Os alimentos em boas condições, como no caso das frutas, são logo encaminhados a instituições conveniadas à Prefeitura”, e mostra um ofício que atesta a doação de caixas de goiaba para uma entidade social do bairro Anhangabaú.

Alessandro RosmanMudança vai gerar econômia de R$ 40 mil ao ano

Mudança vai gerar econômia de R$ 40 mil ao ano


Por Thiago Secco

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/05/24/prefeitura-economiza-r-40-mil-ao-ano-com-mudanca-da-divisao-de-fiscalizacao/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br