PAT de Jundiaí transforma-se em referência regional

Publicada em 24/05/2016 às 11:30
Paulo GrégioMovimento intenso: 350 pessoas passam por dia pelo local

Movimento intenso: 350 pessoas passam por dia pelo local

Às vésperas de completar um ano em novo endereço, o Posto de Atendimento ao Trabalhador de Jundiaí (PAT) se estabeleceu como um modelo em toda região, não apenas para quem busca uma chance profissional, mas também para quem investe e aposta na contratação de mão de obra local.

Facilitador do encontro entre busca e oportunidade, o órgão recebeu o maior incentivo da sua história, após 15 anos de atividade em Jundiaí, não por acaso no dia da Indústria, a 25 de maio de 2015, quando passou a operar, juntamente como Banco do Povo, em novas instalações – mais espaçosas, bem equipadas, arejadas e com total acessibilidade, além de estar próximo ao Terminal Rodoviário Central. Atualmente, mais de 350 pessoas buscam por algum serviço do PAT todos os dias.

De novembro de 2015 a abril de 2016, pelas vias do PAT, aproximadamente 600 pessoas conquistaram uma recolocação no mercado. “Aproximadamente” porque diversas empresas, depois da contratação, não atualizam o banco de dados do Posto com o feedback necessário. A efetivação do emprego também se traduz em dignidade e esperança a centenas de famílias afligidas pela maré negativa do momento econômico.

“Desde 2013, o PAT vem construindo uma credibilidade sólida junto às empresas que fazem uso das facilidades dele e também de quem procura emprego. Uma das coisas mais relevantes é que o Posto não cobra absolutamente nada pela prestação de serviço que oferece a qualquer pessoa”, reitera o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Marcelo Cereser.

Além disso, em abril deste ano, as vagas passaram a ser informadas diariamente no site da Prefeitura de Jundiaí e nas redes sociais, oferecendo ao munícipe a informação atualizada em tempo real, até duas vezes ao dia. “Isso resulta num deslocamento para cadastro ou habilitação à determinada vaga com maior segurança”, garante o diretor de Fomento à Indústria, Gilson Pichioli.

“Com a mudança para o novo espaço, tivemos uma otimização no atendimento e uma melhoria estrutural, o que veio a refletir diretamente tanto para os usuários como para os funcionários”, salienta a coordenadora do órgão, Cida Gibrail.

Números – Em 2015, foram 3.527 vagas de emprego abertas e contabilizadas no sistema. Neste ano, já foram anunciadas via PAT, 1.069 vagas. Ainda em 2015, exatas 3.616 pessoas foram cadastradas no banco de currículos do PAT, que contabiliza quase 21 mil perfis inscritos à disposição dos contratantes.

Muita gente ainda pode desconhecer, mas o Posto de Atendimento ao Trabalhador é um emissor de carteiras de trabalho para quem não tem. Em 2015, foram emitidas 1.162 carteiras. Nos quatro primeiros meses de 2016, foram contabilizadas 479 emissões do documento.

Entrada para o benefício do Seguro Desemprego também é feita no PAT. De janeiro de 2015 a fevereiro de 2016, 1.403 processos foram disparados pelo órgão. Também no mesmo período – por 600 vezes – empresas agendaram e fizeram uso da infraestrutura local para seleção, entrevista e contratação de novos funcionários. E tudo sem pagar um centavo.

No mesmo prédio, o PAT divide espaço com o Banco do Povo Paulista, em extensão de 476 m² com 281 m² de área construída para os dois imóveis. O investimento da Prefeitura de Jundiaí na reengenharia do lugar, usado anteriormente pelo Fundo Social de Solidariedade, foi de aproximadamente R$ 375 mil.

Instalações – Quem faz uso do PAT ou do Banco do Povo adaptou-se rapidamente às melhorias. Antes, no Centro das Artes, em espaço adaptado e com funcionamento que beirava o improviso, atualmente o atendimento recebe, logo na entrada, quem busca por trabalho. No térreo, o edifício dispõe de dois amplos ambientes para atendimento, dois banheiros adaptados, um banheiro para funcionários e uma copa.

No espaço superior surgem mais dois banheiros e quatro espaçosos ambientes, com infraestrutura adequada para uso das empresas que recrutam mão de obra por meio do PAT – um ganho que só foi possível graças à mudança realizada há um ano.

O secretário-adjunto da Secretaria Estadual de Relações de Trabalho, Eufrozino Pereira da Silva, quando esteve na cidade para inauguração da nova unidade, não poupou elogios. À ocasião, afirmou que o PAT de Jundiaí era um dos melhores de todo Estado e que a cidade apoia “fortemente” o PAT e o Banco do Povo – iniciativa estadual presente, segundo ele, em quase 250 cidades interior afora. “Ficamos felizes e surpresos quando uma Prefeitura, como é o caso dessa, trata com tanta importância esses programas, porque são fundamentalmente sociais.”

Paulo GrégioPelas vias do PAT, mais de 600 pessoas voltaram ao trabalho nos últimos meses

Pelas vias do PAT, mais de 600 pessoas voltaram ao trabalho nos últimos meses


Por Thiago Secco

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/05/24/pat-de-jundiai-transforma-se-em-referencia-regional/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br