2ª edição da ‘Feira Entorta’ ganha público com especial às mães

Publicada em 09/05/2016 às 12:07
Fotógrafos PMJBarraca de acarajé foi destaque no evento

Barraca de acarajé foi destaque no evento

A 2ª edição da Feira Entorta deste domingo (8) teve em sua agenda cultural muita agitação em comemoração ao Dia das Mães. Entre os atrativos, uma roda de conversação com doulas – mulheres que acompanham outras durante a gravidez -, muito artesanato e gastronomia alternativa.

Com destaque para a barraca de acarajé, primeira vez no evento, as delícias não eram poucas: escondidinho de carne e frango, cuscuz e doces variados foram vendidos a preços populares durante a tarde e a noite. “Eu vim com toda a família para vender nosso acarajé. Tem filha, filho, irmão

e cunhado trabalhando aqui hoje comigo” disse Mona, dona da barraca baiana.No artesanato, a mamãe Barbara Trevisan vendia seu material de encadernação manual, enquanto a pequena Cecília, de 2 anos, brincava acompanhada do pai pela praça Erazê Martinho. “Vendo cadernos com estampas alternativas que eu mesmo desenho. Aceito encomendas e também elaboro álbuns de fotografia”, contou a artesã.

Parte das mulheres da família de Karen de Carvalho estava reunida para celebração da data durante o evento. Acompanhada pela mãe, Helena Cazonato, e pela tia, Geni Cazonato, as compras foram o alvo da visita. “Nós já fomos na feirinha e compramos um monte de bijuterias. Adoramos este tipo de artesanato”, destacou Dona Helena.

O evento ainda contou com roda de discussão com a doula Mariliz Mazzoni, que abordou alguns pontos sobre a humanização de partos. “Os partos de hoje colocam a mulher em situação de desconforto e tiram toda autenticidade do momento delas. Geram abusos que se tornaram rotineiros”, discursou.

Mais – Com ativa representação, um estande sobre a Marcha da Consciência Negra distribuía gratuitamente o estatuto da igualdade racial durante a Feira Entorta. “Nós estamos aqui para conversar com o público sobre este tema, que muito é deixado de lado. Nosso intuito é convidar os simpatizantes da causa para marcharem conosco no dia 19 de novembro em frente ao Fórum”, falou a ativista Marlene da Costa.

Dentro da programação estava o retratista Lucas Laranjeira, que ganhou olhares admirados do público. “Adorei o trabalho dele”, disse Karen de Carvalho.

A DJ Grazi Meyer iniciou a parte musical da Feira às 18h e colocou todos para dançarem. No fechamento do evento, o grupo paulistano de samba “Canto de Aiyê” tocou diversos nomes da música brasileira, como o repertório de Clara Nunes, que despertou muita emoção na plateia.

Fotógrafos PMJArtesanato de bijuterias conquistou o público

Artesanato de bijuterias conquistou o público


Por Assessoria de Imprensa

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/05/09/2a-edicao-da-feira-entorta-ganha-publico-com-especial-as-maes/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br