Cáritas discute acolhimento dos haitianos em fórum

Publicada em 15/04/2016 às 05:18
Paulo GrégioFórum promovido pela Cáritas discutiu a imigração haitiana em Jundiaí

Fórum promovido pela Cáritas discutiu a imigração haitiana em Jundiaí

Com o tema ‘Acolhimento e Direitos para todos: o desafio dos haitianos na comunidade’, a Cáritas Diocesana de Jundiaí fez, nesta sexta-feira (16), na Cúria, o 21º Encontro Fórum Cáritas do Terceiro Setor e Políticas Social, coordenado pelo o assessor do Marco Regulatório do Terceiro Setor e da Assistência Social, Rodrigo Mendes Pereira. Também representou o poder público municipal o assessor especial para Assuntos das Coordenadorias, Vanderlei Victorino.

Como muitas cidades brasileiras, Jundiaí recebeu imigrantes haitianos após o terremoto que atingiu a capital do Haiti há seis anos. Na cidade, o atendimento a esta população é feito pelo Centro Scalabriniano de Promoção ao Migrante (Cesprom). “Com a imigração dos haitianos, começamos a verificar quais os desafios para as políticas públicas sociais no atendimento desta população. As organizações estão trabalhando esta questão e é importante a participação do poder público”, defende Pereira. Victorino destaca a atuação da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial (Ceppir) no atendimento aos haitianos. “A Ceppir traz para a realidade municipal a questão da imigração dos haitianos e, em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e o Cesprom, orienta na busca de documentação e auxílio jurídico para que estes imigrantes possam formalizar sua estada na cidade. Esta população vem fragilizada de seu país e abrir este debate com o poder público é importante para se pensar nas formas de acolhimento.”

A temática sobre migração dos haitianos foi abordada na palestra de Patrícia Nabuco Martuscelli, doutoranda em Ciência Política pela Universidade de São Paulo, mestre e bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília e voluntária Centro de Estudos Migratórios/Missão Paz. A coordenadora do Cesprom, irmã Maria Cleia Franca Santos, falou sobre ações, desafios e conquistas. Para finalizar, uma rodada de conversa abordou direitos sociais, experiências e construção de propostas.

Paulo GrégioRodrigo Mendes Pereira destaca a importância de se debater o tema na cidade

Rodrigo Mendes Pereira destaca a importância de se debater o tema na cidade


Por Viviane Rodrigues

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/04/15/caritas-discute-acolhimento-dos-haitianos-em-forum/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br