Delegada da Mulher destaca Lei Maria da Penha em visita ao GGIM

Publicada em 05/04/2016 às 05:54
Paulo GrégioGGIM recebe a visita da delegada da DDM, Ligia Basile Bonito na tarde desta terça-feira

GGIM recebe a visita da delegada da DDM, Ligia Basile Bonito na tarde desta terça-feira

A titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí, Ligia Capelette Basile Bonito, diz que a Lei Maria da Penha, perto de completar dez anos, foi o dispositivo legal mais importante criado no Brasil para aumentar o rigor das punições sobre os crimes domésticos.

Este foi um dos assuntos em pauta durante a visita da delegada à sede do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), na Escola de Governo e Gestão, na Vila Arens, na tarde desta terça-feira (5).

“A lei teve papel essencial porque foi incrementada por medidas protetivas, que passam mais segurança a quem denuncia. Isso foi primordial para seu sucesso. Outro ponto importante é que hoje, o inquérito não pode mais ser encerrado antes da conclusão, o que não acontecia anteriormente”, diz Ligia, que garante todo respaldo da Justiça à vítima.

A delegada chegou acompanhada pela investigadora Lilian Picchi e foi recebida pelo coordenador especial do GGIM, José Carlos Pires, pelo diretor-presidente da Escola de Governo e Gestão, Marcelo Lo Monaco e o assessor Fernando Mazzei.

Segundo Pires, além de discutir fatores pontuais sobre segurança pública, a visita teve como objetivo estreitar as relações entre o GGIM e a Delegacia da Mulher. “É uma divisão da Polícia Civil que merece toda nossa atenção, não só pelo trabalho tático, mas também o social e preventivo que realiza. Conversamos para tentar ampliar ainda mais esta parceria”, comenta o coordenador do GGIM.

A delegada Ligia Basile também fez elogios ao apoio que a delegacia recebe da Prefeitura por meio das secretarias e da Guarda Municipal. “A integração tem como meta a prevenção e poder ampliar o trabalho só irá desenvolver o trabalho de combate à violência doméstica”, acrescenta.

Ainda sobre a Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006 e em vigor desde 22 de setembro do mesmo ano, GGIM e Delegacia de Defesa da Mulher conversaram sobre a data comemorativa, que pode até ter uma programação especial.

Recentemente, a DDM Jundiaí recebeu elogio da Delegacia Geral pela investigação que culminou na prisão de um pastor evangélico acusado de abusar da filha por seis anos. O caso ganhou repercussão nacional.


Por Ivan Lopes

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/04/05/delegada-da-mulher-destaca-lei-maria-da-penha-em-visita-ao-ggim/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br