Jundiaí recebe jogos da Copa Brasil de Goalball em outubro

Publicada em 11/02/2016 às 04:19
Dorival Pinheiro FilhoCristiano Lopes, o técnico Alessandro Tosim e Denise Neves, do Peama

Cristiano Lopes, o técnico Alessandro Tosim e Denise Neves, do Peama

Referência em esportes paralímpicos, Jundiaí foi confirmada pela Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV), nesta quinta-feira (11), como sede da Copa Caixa Loterias de Goalball (Copa Brasil), o principal torneio do calendário nacional. A competição ocorre de 18 a 23 de outubro, no Centro Esportivo Romão de Souza, na Colônia, com as principais forças do País.

Para chegar a Jundiaí, os clubes inscritos passarão pelas etapas regionais de classificação, que serão realizadas ao longo do primeiro semestre. Dez classificados participarão do torneio.

Graças ao trabalho de inclusão social desenvolvido pelo Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama), com apoio Secretaria de Esportes Lazer, Jundiaí é apontada como polo da formação de atletas e disputas paralímpicas. Este foi um dos fatores considerado pela CBDV para definir Jundiaí como sede da Copa Brasil.

O que também pesou para a competição ser confirmada na cidade foi o empenho do técnico Alessandro Tosim, que recomeçou o trabalho com o time de goalball do Peama e ainda é treinador da Seleção Brasileira masculina da modalidade.

“É um orgulho imenso receber uma competição deste porte em Jundiaí. É preciso lembrar que a escolha da cidade é reflexo do trabalho realizado pelo professor Alessandro Tosim, que abriu as portas para este reconhecimento. Mais uma vez Jundiaí vai estar no expoente do cenário esportivo nacional e isso é muito gratificante”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Cristiano Lopes.

Regional – Tosim confirmou a presença da equipe jundiaiense no regional classificatório. “Teremos um grande desafio pela frente que é o de classificarmos para a Copa Brasil, já que o nível técnico do goalball paulista é muito forte”, ressaltou o professor. Como apenas dois clubes do Estado estarão na competição, Tosim cita o Santos FC e o Sesi como principais forças.

O goalbaal, criado em 1946 no chamado período pós-guerra, é praticado por atletas com deficiência visual. O objetivo dos atletas na quadra é arremessar uma bola com as mãos ao gol adversário. Cada time atua com três jogadores e todos os atletas usam vendas nos olhos.

Para a diretora do Peama, Denise Neves, Jundiaí receber a Copa do Brasil de goalball vai impulsionar ainda mais o interesse pela modalidade e também pelo trabalho e a inclusão social, proposta maior do projeto. “A competição chega logo depois da Paralimpíada do Rio de Janeiro e, com certeza, estará cercada de muito interesse. Realmente é o reconhecimento do trabalho feito por todos nós”, ressaltou.


Por Ivan Lopes

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/02/11/jundiai-recebe-jogos-da-copa-brasil-de-goalball-em-outubro/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br