Projeto Férias termina com show de inclusão social na piscina do Bolão

Publicada em 04/02/2016 às 05:47
Dorival Pinheiro FilhoMergulho contagiou alunos do Peama e demais participantes nesta quinta-feira na piscina do Bolão

Mergulho contagiou alunos do Peama e demais participantes nesta quinta-feira na piscina do Bolão

A tarde desta quinta-feira (4), típica de verão brasileiro em Jundiaí, vai ficar eternizada na memória dos alunos do Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama).

O grupo teve a oportunidade de vivenciar uma experiência ímpar nas águas da piscina do Complexo Nicolino de Luca, o Bolão, ao participar de oficinas de vivência de mergulho, caiaque e stand up panddle.

A maratona de esportes radicais fechou a 3ª edição do Projeto Férias, criado pela Secretaria de Esportes e Lazer e que teve início no último dia 19 de janeiro. A iniciativa tinha como principal objetivo cumprir uma das metas do prefeito Pedro Bigardi de atrair a população para espaços públicos durante o recesso escolar.

Durante 17 dias, foram oferecidas às crianças e adolescentes brincadeiras de rua, folclóricas, jogos, atividades náuticas e recreativas. Foram utilizados os centros esportivos de Jundiaí, os parques Ecológico Morada das Vinhas e o da Cidade, além da piscina do Bolão. O projeto reuniu crianças e jovens de toda a cidade.

“Por meio do Projeto Férias procuramos proporcionar atividades em um período importante, quando as crianças estão fora das escolas e muitas vezes sem opção de esporte e lazer”, ressalta o Secretário de Esportes e Lazer, Cristiano Lopes.

“Além disso, é muito importante que a criança tenha esse contato com o esporte e depois venha a praticar qualquer uma das modalidades que a Secretaria de Esportes e Lazer oferece”, comenta.

Pela primeira vez atletas do Peama foram inseridos nas atividades do Projeto Férias, que contou ainda com a participação de alunos das entidades Bem-Te-Vi e Instituto Braille, além de jovens de toda a cidade.

“Neste ano tivemos a novidade de atividades específicas com o Peama e nos surpreendeu positivamente, pois tivemos uma grande aceitação. Inclusive em parceria com o Instituto Braille e a Instituição Bem-Te-Vi, que participaram ativamente das atividades. Isso mostra que acertamos nessa decisão”, comemora Lopes.

A diretoria do Peama, Denise Neves, também fez elogios ao evento. “Esta iniciativa foi gratificante e de suma importância, porque nossos alunos puderam conviver e trocar experiências com pessoas sem qualquer deficiência, numa excepcional proposta de inclusão. Acredito que, a cada ano, este envolvimento só tem a crescer. Todos ganham com isso.”

Para Denise, além da prática esportiva, o fundamental foi o intercâmbio em que o grupo do Peama teve a oportunidade de vivenciar. “É algo que quebra qualquer barreira em relação ao preconceito. Outro detalhe gratificante é que todos os professores, independentemente da área de atuação, estiveram presentes nas atividades”, acrescenta.

Elaine Lopes Cruz, que há 18 anos participa do programa, não conseguia esconder a alegria de desenvolver atividades diferentes ao dia a dia. Atleta de natação, Elaine teve a chance experimentar a adrenalina do mergulho, de andar de caiaque e stand up.

“O mergulho, por exemplo, é algo que nos dá uma sensação de liberdade sem limites. Foi incrível”, conta. Elaine e os demais participantes foram monitorados por instrutores com credenciamento internacional.

Benedito Delgado, que também faz parte do projeto Peama, é deficiente visual e elogiou o evento. “A troca de experiência é ímpar. Aprendi muito nesses dias todos e não dá para descrever o que isso significa para a gente”, conta.

O Projeto Férias foi encerrado nesta quinta-feira com atividades na piscina do Bolão e no Centro Esportivo Mario Milani (Ivoturucaia), Centro Esportivo Vanderlei Sperandio (Santa Gertrudes); Centro Esportivo Léo P. Lemos Nogueira (Jardim Sarapiranga) e Centro Esportivo Helena Cestari (Vila Comercial). Os jogos e brincadeiras foram nos períodos da manhã e da tarde, das 9h às 11h e das 14h30 às 16h30. A Secretaria de Esportes e Lazer anunciou que 1.678 crianças participaram nos 17 dias do projeto.

Dorival Pinheiro FilhoEsportes náuticos caíram no gosto dos participantes, mas muitas outras atividades foram realizadas

Esportes náuticos caíram no gosto dos participantes, mas muitas outras atividades foram realizadas


Por Ivan Lopes

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/02/04/projeto-ferias-termina-com-show-de-inclusao-social-na-piscina-do-bolao/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br