Futuros GMs municipais iniciam curso para uso de arma de eletrochoque

Publicada em 03/02/2016 às 03:53
Paulo GrégioCurso prossegue nesta quinta e sexta-feira. quando acontece as aulas práticas

Curso prossegue nesta quinta e sexta-feira. quando acontece as aulas práticas

Alunos que participam do curso preparatório de formação de guardas municipais participaram, na tarde desta quarta-feira (3), da primeira aula teórica sobre o uso da arma não letal Spark. A atividade reúne 84 aspirantes que pleiteiam vagas nas corporações de Jundiaí, Jarinu, Campo Limpo Paulista e Itupeva.

O curso Operadores Spark, uso diferenciado, seletivo ou proporcional da força, é ministrado pelo instrutor credenciado e subinspetor da Guarda Municipal de Jundiaí, Cláudio Ferigato. As aulas teóricas são no auditório do 1º andar da Escola de Governo e Gestão, na Vila Arens.

A programação prevê para esta quinta-feira (4), a partir das 8h, a continuidade do módulo teórico e de manuseio da arma. Já na sexta-feira (5), no encerramento do curso de duração de 12h, haverá o treinamento prático com disparos da Spark, também das 8h às 12h.

O comandante da GM de Jundiaí, José Roberto Ferraz, explicou que o treinamento faz parte da grade de preparação de novos guardas por conta da corporação integrar o Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci), desenvolvido pela Secretaria Nacional de segurança Pública (Senasp).

“A política de segurança pública proposta para os municípios pela secretaria busca atender os regimentos e mandamentos usados no País e, dentro dessas medidas, está o emprego de armamento não letal, como é o caso da pistola de eletrochoque. O uso deste tipo tecnologia tem sido intensificado no trabalho desenvolvido pela corporação. Os resultados são eficientes para a segurança das pessoas e garantia dos direitos e dignidade da sociedade”, diz Ferraz.

De acordo com o comandante, a Spark procura preservar a vida. “É usado de forma progressiva e moderada, de armamento letal, somente naqueles casos mais greves de violência à integridade física e contra a vida das pessoas”, acrescenta.

Além da arma de eletrochoque, os guardas também são treinados para o emprego de armamento químico, como o de granadas de gases não letais. “Dessa forma, ainda que os guardas recebam treinamento para emprego de armamento não letal, também são treinados e disciplinados para utilização progressiva de armamento letal, conforme a situação”, lembra Ferraz

A Spark DSK700 funciona com frequência de alta voltagem e frequência de baixa amperagem. A arma é fabricada no Brasil e, diferentemente de concorrentes internacionais, funciona com 40% menos de energia, garantindo mais segurança na incapacitação do indivíduo. A compra só pode ser feita com autorização do Exército.

Há pontos preferenciais para o contato: peitoral e parte superior das costas; lado esquerdo e direito do abdome, nádegas, coxas e pernas acima dos joelhos, braço e antebraço. Entre as áreas a serem evitadas, estão a cabeça, garganta, coluna cervical, virilha, seios e pescoço.


Por Ivan Lopes

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2016/02/03/futuros-gms-municipais-iniciam-curso-para-uso-de-arma-de-eletrochoque/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br