População participa de evento de conscientizção sobre os riscos da Aids

Publicada em 29/11/2014 às 04:44
Paulo GrégioPúblico se vestiu de vermelho: conscientização

Público se vestiu de vermelho: conscientização

A praça Governador Pedro de Toledo, no Centro, ganhou um colorido especial na manhã deste sábado (29). Centenas de pessoas que passaram pelo local se vestiram de vermelho para participar da segunda edição do “Solidariedade em movimento: Jundiaí na luta contra a aids”, realizada pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Secretaria de Saúde.

O evento também contou com apoio das secretarias de Esportes e Lazer, Serviços Públicos e Comunicação Social, além da Coordenadoria da Juventude, da Associação Brasileira de Apoio aos Portadores de Aids (Abrapa), do grupo Vida Ativa e do Movimento Aliados.

A ação é organizada pelos profissionais do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e antecede o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, comemorado na próxima segunda-feira (1º). O objetivo, explicou a psicóloga Maria de Lurdes Munhoz, gerente do CTA, é mobilizar e conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico da doença.

“Esse dia busca reforçar a importância do respeito e solidariedade às pessoas que vivem com a doença, transmitir mensagem de esperança, prevenção e incentivar novos compromissos para o enfrentamento da Aids”, disse Lurdes.

A coordenadora da Juventude, Narrinam Camargo, participou do evento e destacou a importância desse tipo de mobilização. “Essa luta é de todo mundo. Temos de lutar pela vida”, disse.

Representando o prefeito Pedro Bigardi, o secretário de Esportes e Lazer, Cristiano Lopes, também destacou a importância da conscientização e do respeito ao próximo. “Esse tipo de evento nos chama atenção para isso.”

Integrante do Movimento Aliados, Rose Gouveia lembrou que a Aids não discrimina ninguém. “Há muito preconceito com os homossexuais, mas a doença pode acontecer com qualquer pessoa. Temos de nos conscientizar de que ela existe e ainda mata muita gente. A conscientização tem de ser levada para todos os dias.”

Profissionais do CTA distribuíram panfletos informativos e de orientações sobre os testes de Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. Um grupo de grafiteiros pintou algumas telas durante o evento. O público também pôde participar de uma aula de zumba.

Encontro – Para esta segunda-feira, dia 1º de dezembro, o CTA programou uma atividade voltada para o público jovem. Em parceria com a Coordenadoria da Juventude, o “Encontro Viver é +” será realizado no Ambulatório de Moléstias Infecciosas (rua Conde de Monsanto, 480, no Vianelo), a partir das 19h.

Segundo Narrinam Camargo, o objetivo da ação é promover um bate-papo sobre a doença. Foram convidamos representantes do Conselho Municipal da Juventude, da Associação Brasileira de Apoio aos Portadores de Aids – Abrapa, do grupo Vida Ativa e dos Movimento Aliados.

“A ideia é aprofundar o debate sobre a Aids. Essa aproximação do ambulatório de MI e do CTA com esses grupos é muito importante, porque esses representantes serão multiplicadores das informações”, diz Narrinam.

Testes – Além das ações do Dia Mundial de Luta contra a Aids, o CTA promoverá, de 2 a 6 dezembro, a campanha “Fique Sabendo”, que visa estimular a população a realizar o teste de HIV, principalmente pessoas que têm vida sexual ativa e nunca realizaram o teste. O Ministério da Saúde estima que no Brasil a cada quatro pessoas vivendo com HIV uma não sabe.

“O diagnóstico precoce é fundamental para o controle da doença e a garantia da qualidade de via do paciente, além de reduzir a transmissão involuntária”, explica Maria de Lurdes. “Em São Paulo, de cada 100 portadores do HIV acolhidos nos serviços de referência, 25 chegam com a saúde e a imunidade já comprometidas.”

De 2 a 5 de dezembro o teste poderá ser feito em horário estendido no CTA (rua Conde de Monsanto, 480, no Vianelo), das 8h às 19h, nas unidades básicas de saúde (UBSs) nos bairros, no Centro de Convivência do Idoso de Jundiaí (Criju), no Complexo Argos, das 17h às 20h, e no dia 6 de dezembro na Praça Floriano Peixoto, no Centro, das 9h às 14h. Para outras informações ligue (11) 4586-2402.

O Dia Mundial de Luta Contra a Adis foi criado em 1987 pela Organização das Nações Unidas (ONU). Análise dos dados de óbitos ocorrido em 2012 revela que a Aids foi a segunda causa de mulheres entre 25 e 44 anos e a quarta entre homens da mesma faixa etária.

Lucas Trabachini/DivulgaçãoLaço vermelho: símbolo da campanha

Laço vermelho: símbolo da campanha


Por Niza Souza

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2014/11/29/populacao-participa-de-evento-de-conscientizcao-sobre-os-riscos-da-aids/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br