Defesa Civil: Jundiaí é reconhecida pela Organização das Nações Unidas

Publicada em 26/08/2013 às 03:28
Cleber de AlmeidaA certificação foi entregue durante a solenidade

A certificação foi entregue durante a solenidade

A capacidade de Jundiaí de resistir e se recuperar de desastres recebeu o reconhecimento oficial da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta segunda-feira (26), como “cidade resiliente”. A entrega do certificado foi feita pelo coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Marco Aurélio Alves Pinto, ao prefeito Pedro Bigardi. A solenidade foi realizada na Sala de Situação do Paço Municipal, com as presenças de secretários municipais e de autoridades, como o coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, coronel Eduardo Luiz Carbonari, e o coordenador regional da Defesa Civil em Campinas, Sidnei Furtado. Este último, inclusive, teve participação decisiva na adesão de Jundiaí ao programa.

O prefeito Pedro Bigardi considerou a certificação como um reconhecimento ao trabalho que a cidade desenvolve nessa área, sendo a Defesa Civil um dos organismos mais importantes no elo entre as demais secretarias municipais nas ações junto às áreas de risco. E ressaltou que atuar também na eliminação dos riscos é essencial, tomando as medidas preventivas, como as realizadas no Jardim Fepasa, contra enchentes, e no Jardim São Camilo, com a limpeza de encostas e retirada de lixo e entulhos dos núcleos de submoradia.

“As ações preventivas funcionaram e sempre vão funcionar, paralelamente às demais providências que a administração vem tomando. O objetivo é mudar os cenários existentes para dar melhores condições de vida à população”, disse.

O coronel Marco Aurélio Alves Pinto também destacou a necessidade de se criar uma perspectiva regional, envolvendo todas as cidades da Aglomeração Urbana (AJU), até para que o polo seja contemplado com uma regional da Defesa Civil. Hoje, as cidades estão sob a coordenação de Campinas. “Há necessidade de a Defesa Civil ser regional, independentemente da sede estar em Jundiaí ou outro município da Aglomeração. Essa condição é importante”, disse.

Segurança – O representante do Estado também enfatizou o quanto o município de Jundiaí ganha com essa certificação. “É um quesito a mais para garantir a segurança da população e também atrair investimentos. É natural que as empresas escolham cidades mais seguras para se instalar e isso vale dentro do raio da Aglomeração Urbana”, disse.

O coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, coronel Eduardo Luiz Carbonari, fez uma rápida explanação da situação do órgão em Jundiaí e destacou os avanços registrados nos últimos meses. A equipe passou por importante capacitação recentemente, recebeu equipamentos e hoje trabalha uniformizada, facilitando a identificação do pessoal nas ocorrências.

“Vivemos um momento positivo para a Defesa Civil e temos certeza de que é só o começo, pois estamos enquadrados em muitos dos aspectos que oferecem as condições para essa importante certificação”, disse. Além disso, o selo vai ampliar as possibilidades de Jundiaí estabelecer parcerias brasileiras e internacionais nessa área.

Dez passos – O programa tem 10 passos, que são os mecanismos com participação social, as orientações de redução de risco a moradores dessas áreas, a informação atualizada sobre ameaças e vulnerabilidades da cidade e a infraestrutura contra desastres físicos e climáticos.

A iniciativa foi lançada pela ONU com o nome de Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD)e no Brasil é coordenada pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, do governo federal. No Estado de São Paulo, somente 18 dos 645 municípios aderiram ao programa.

Cleber de AlmeidaA Defesa Civil em Jundiaí tem uma atuação destacada

A Defesa Civil em Jundiaí tem uma atuação destacada


Por Alcir de Oliveira

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2013/08/26/defesa-civil-jundiai-e-reconhecida-pela-organizacao-das-nacoes-unidas/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br