Corpo Estável de Dança: Bailarinos passam pela entrevista final

Publicada em 28/02/2011 às 05:09
Dorival Pinheiro FilhoMiriam Druwe fez parte da banca examinadora do Corpo Estável

Miriam Druwe fez parte da banca examinadora do Corpo Estável

Jundiaí, 28 de fevereiro de 2011 – Os bailarinos que vão compor o Corpo Estável de Dança de Jundiaí passaram pela última etapa do processo seletivo. 13 candidatos participaram na manhã desta segunda-feira (28) pela entrevista com a banca examinadora, composta pelas profissionais Mirian Druwe e Adriana Guidott, que avaliaram o teste prático na quinta-feira (24).

Os bailarinos que enfrentaram a última etapa da seleção foram Arthur Sai, Carlos Roberto Pereira, Felipe Guimarães Sacon, Lucas dos Santos Lima, Gabriela Bittencourt, Raquel Leopoldino, Maria Anita Grossi, Mariana M. A. Oliveira, Beatriz M. P. Barros, Marina Martins Esteves, Raissa Valle Maglio, Danilo Block e Natalie Mirabelli.

Apesar no nervosismo, os candidatos tentaram manter um clima descontraído antes da entrevista. Entre os candidatos, o bailarino Felipe Sacon, que já integrou companhias de dança nos Estados Unidos, comentou sobre a ansiedade de participar de seleções. “Já enfrentei diversas audições, mas o nervosismo sempre acompanha. Estou com boas expectativas, pois participar de um corpo estável na minha cidade natal será muito importante para mim. Já me fixei em diversas cidades do Brasil e de outros países, mas essa será a primeira oportunidade de ingressar numa companhia aqui, em Jundiaí, com remuneração e contrato fixo por 17 meses”, afirmou o candidato que dança há 18 anos.

A candidata Beatriz Barros, bailarina há 16 anos, também estava ansiosa, mas confiante. “O nervosismo é natural durante os processos seletivos. Atualmente, faço parte de um grupo de dança independente, em Campinas. Agora com o Corpo Estável de Jundiaí nós, profissionais da dança, temos uma grande oportunidade na cidade. Sem dúvida essa iniciativa vai fortalecer nosso trabalho”, comentou a bailarina.

Mirian Druwe, que participou da banca examinadora, comentou sobre a seleção. “Tivemos apenas 17 candidatos, mas todos com uma qualidade técnica muito boa. O início de um trabalho é sempre mais tímido, no entanto, esperamos que o Corpo Estável de Dança estimule a formação e profissionalização dos bailarinos em Jundiaí”, disse.

Serão selecionados até nove bailarinos, sendo dois para a função de standying by e quatro suplentes para o preenchimento das vagas de desistências, durante o período de entrega de documentos para a contratação.

A divulgação dos bailarinos selecionados será feita a partir do dia 11 de março de 2011, por e-mail, Imprensa Oficial do Município e também pelo portal da Prefeitura de Jundiaí (www.jundiai.sp.gov.br).

Os bailarinos que fizerem parte do Corpo Estável de Dança participarão de ensaios as segundas e terças-feiras, das 9 às 13 horas e as quintas-feiras das 17h30 às 21 horas. Cada selecionado receberá uma remuneração no valor de R$ 10 mil, sujeita a descontos legais, divididas em 10 parcelas de R$ 825 e 7 subsequentes de R$ 250. Já para a função de stadying by a remuneração será de R$ 5 mil, divididos em 10 parcelas de R$ 412 e sete subseqüentes de R$ 125.

A temporada prevista para a atuação dos bailarinos será de 17 meses, contando apresentação na programação das comemorações do centenário do Teatro Polytheama.

Dorival Pinheiro FilhoFelipe Sacon já participou de Cias nos EUA e tem esperança de entrar para o grupo de Jundiaí

Felipe Sacon já participou de Cias nos EUA e tem esperança de entrar para o grupo de Jundiaí


Por Assessoria de Imprensa

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2011/02/28/corpo-estavel-de-danca-bailarinos-passam-pela-entrevista-final/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br