Para o futuro – Prefeitura apoia projeto que vai cuidar de jovens entre 14 e 17 anos

Publicada em 10/02/2011 às 06:31
fotógrafos da prefeituraEdilaine, da Semads: "Vamos orientar e mostrar o caminho"

Edilaine, da Semads: "Vamos orientar e mostrar o caminho"

Jundiaí, 10 de fevereiro de 2011. 20 jovens com idade entre 14 e 17 anos farão parte do projeto “Preparando o Futuro” que será desenvolvido no Lar Anália Franco, em parceria com a ABCJ (Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí) e a secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (Semads). O projeto foi apresentado nesta quinta-feira (10) para os jovens e suas famílias.

“Vamos trabalhar com estes jovens de fevereiro a novembro de 2011. Durante este período, vamos desenvolver atividades que promovam relações de afetividade, de respeito e de autoridade. A ideia é ampliar no jovem sua percepção de mundo para que sejam capazes de relacionar-se bem na sociedade e consequentemente no mercado de trabalho”, explicou o gestor do projeto, Jairo Arlindo Mattos.

A educadora social da Semads, Edilaine Cardoso Santos, representou o Centro de Referência da Juventude (Crejuv) falou da importância da participação do poder público no projeto. “Para o poder público é um momento de felicidade acompanhar a apresentação deste projeto que vai desenvolver ações importantes com os jovens. A faixa etária que trabalha o projeto é uma fase de transição da infância para o mundo adulto. Daí a importância do apoio profissional e da família. Nosso papel será o de orientar e mostrar o caminho. Contem conosco”, comentou.

Os adolescentes serão preparados por meio de atividades e ações sócio-educativas e o envolvimento da família no projeto, segundo a coordenadora pedagógica do Lar Anália Franco, Andréia Furlan, é de fundamental importância. “São jovens que se encontram em situação de vulnerabilidade social: famílias de baixa renda que buscam melhorar as condições de vida em que vivem. Os jovens recebem acompanhamento pedagógico e uma assistente social acompanha a família”, explicou.

O trabalho com os alunos será desenvolvido de segunda a quinta-feira, das 13h30 às 17 horas e a sexta-feira será reservada para a família. “O trabalho desenvolvido com a família será tão importante como o que será feito com os jovens. A família precisa entender a importância da participação dos jovens. Eles precisam sentir, nos pais, segurança e incentivo para que se desenvolvam. Nossa ideia é fortalecer os vínculos familiares”, defendeu a pedagoga.

“Capacitar os jovens para a vida”, foi assim que o presidente do Lar Anália Franco, Milton Calzavara, defendeu o projeto “Preparando o Futuro”. “Nós nos preocupamos em trabalhar de maneira integral. A partir desta parceria com a ABCJ, que tem vínculos históricos fortes com o Lar, vamos preparar e adequar os jovens para a vida”, completou.

Com as famílias

As famílias serão acompanhadas de perto. Andréia explica que assim que o educando ingressa no projeto, a família passa por uma triagem que identifica a sua situação. “A triagem vai nos dizer que tipo de trabalho será desenvolvido com os pais. Temos cursos de capacitação e geração de renda que promovem a melhoria na qualidade de vida da família como um todo”, explica. “É importante ressaltar que o projeto está fundamentado em parâmetros sócio-educativos e não em atividades de cunho assistencialista”, completou.

O presidente da ABCJ, João Gama, pediu apoio da família no trabalho que será desenvolvido com os jovens. “Gostaria de pedir aos pais que se empenhem e cobrem de seus filhos e, aos jovens, que dediquem-se porque está é uma oportunidade única: aproveitem”. Ele também lembrou a próxima etapa do trabalho. “Precisaremos, na próxima etapa, que as empresas de Jundiaí acreditem no projeto e que ofereçam oportunidade aos nossos jovens”, completou.

Daniela Aparecida dos Santos, de 15 anos, já sabe ao que se dedicar: ser jornalista. “As palestras que assisti aqui e o trabalho que desenvolvemos com o informativo me motiva a querer ser jornalista. Vou estudar, fazer faculdade e vencer”, contou.

Apoio do Município

10 profissionais entre professores, pedagogos, psicólogos e assistentes sociais estão envolvidos no desenvolvimento do projeto. O Lar Anália Franco ganhará um reforço da Prefeitura de Jundiaí, por meio da Escola Superior de Educação Física de Jundiaí (ESEF), que vai oferecer condicionamento físico aos 20 adolescentes que participam do programa. “Pra nós, é uma honra poder colaborar com um projeto tão importante que vai cuidar de jovens carentes, preparando-os para a vida”, destacou Fernando Balbino, diretor da ESEF. A escola é parceira do Lar Anália Franco há 12 anos.

Além das aulas, os alunos participarão de visitas monitoradas em complementação aos estudos com enfoque multidisciplinar. “Os jovens serão avaliados bimestralmente pelos professores, sob a perspectiva da avaliação formativa. Já o projeto será avaliado de forma global em três momentos: avaliação do marco zero, avaliação do processo e avaliação de impacto”, explicou o gestor do programa Jairo Mattos.

fotógrafos da prefeituraJairo Matos: trabalho será desenvolvido de fevereiro a novembro deste ano

Jairo Matos: trabalho será desenvolvido de fevereiro a novembro deste ano


Por Assessoria de Imprensa

Link original: https://saladeimprensa.jundiai.sp.gov.br/2011/02/10/para-o-futuro-prefeitura-apoia-projeto-que-vai-cuidar-de-jovens-entre-14-e-17-anos/


Sala de Imprensa | Desenvolvido por CIJUN
www.jundiai.sp.gov.br